ABERTURA DE LICITAÇÃO PARA AQUISIÇÃO DE COMBUSTÍVEL
O Consorcio Comafen com interesse em adquirir combustíveis para os veículos da frota do consorcio, abre processo licitatório 06/2018, que estabelece pregão presencial que se dará dia 28/09/2018.
 
ENCERRA DIA 31 DE JULHO O PRAZO PARA FIRMAR CONVENIO DO ITR JUNTO A RFB
A coordenação do Comafen informa que os Municípios conveniados e os que desejam executar convenio do ITR terão até dia 31 de julho 2018 para firmar convenio junto ao RFB.
 
EDITAL DE INSTITUIÇÕES APTAS A PARTICIPAR DO PROCESSO ELETIVO DOS MEMBROS DO C
O ICMBio libera Edital de instituições aptas a participar do processo seletivo dos membros do conselho gestor Rio Paraná - Ilha Grande (APA da Ilhas e Várzeas do Rio Paraná e Parna Ilha Grande).
 
+ Veja mais informativos
 
 
Mesa Redonda discute viabilidade da implantação da Pesca Esportiva no Rio Paraná.
Tamanho da letra A+ A- Padrão
Aconteceu no sábado (01) durante a VI Mostra Científica promovida pela Universidade Estadual de Maringá- UEM, Núcleo de Pesquisas em Limnologia, Ictiologia e Aquicultura – Nupélia, a primeira Mesa Redonda de discussão sobre a implantação da Pesca Esportiva no Rio Paraná e afluentes. Na oportunidade estiveram presentes representantes do Poder Público Municipal de São Pedro do Paraná, município lindeiro ao Rio Paraná, dos pescadores amadores, na figura de um empreendimento privado da região a Marina Douradão, pesquisadores da própria Universidade e representante do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade – ICMBio, compondo a mesa. O evento contou também com a presença de pessoas de toda a região. A Mesa Redonda, que foi intitulada: A sobrevivência do Rio Paraná e a Pesca Esportiva, teve como objetivo sanar dúvidas e conversar sobre o assunto, os participantes expuseram seus pontos de vista sobre a Pesca Eportiva para em seguida responderem as perguntas dos ouvintes. O debate norteado pelo Consórcio Intermunicipal da Apa Federal do Noroeste do Paraná – COMAFEN girou em torno dos benefícios que a Pesca Esportiva pode trazer para a região, outro tema discutido pelos presentes foi o impacto negativo gerado pelas Usinas Hidrelétricas no Rio Paraná e afluentes, que ocasionam a falta de um regime de cheias de acordo com a necessidade do ecossistema. Para os presentes ficou claro que a pesca esportiva é uma ação de proteção paliativa que traria benefícios ao Rio, não apenas preservacionistas, mas também econômicos no caráter do desenvolvimento turístico da Região já que de acordo com a Associação Nacional de Ecologia e Pesca Esportiva, a ANEPE, em 2013 o mercado da Pesca Esportiva gerou mais de 200.000 empregos diretos e indiretos movimentando mais de 1 bilhão de reais no Brasil. Como resultado da Mesa Redonda e da Mostra Científica foi gerada uma Moção que será enviada aos órgãos competentes solicitando que seja discutido com urgência tanto o tema da implantação da Pesca Esportiva quanto a viabilidade de liberação de água pelos reservatórios das hidrelétricas a montante a fim de garantir um regime de cheias suficientemente intenso, com duração adequada e na época apropriada para reprodução e recrutamento dos peixes da bacia.
 
 
< Voltar
 
 
 

  Rua Waldemar Teixeira de Farias, 605
CEP 87950-000
Porto Rico - PR